R$20 bilhões podem ser arrecadados com a legalização de jogos

dinheiro com jogos

Em outros países, os jogos de azar já são legalizados e milhares de brasileiros apostadores viajar em busca de cassinos. Quem nunca ouviu falar dos cassinos de LAS VEGAS, por exemplo? São lugares clássicos para onde vão pessoas do mundo inteiro fazer jogatinas. Mas, esse não é o único lugar onde você pode jogar sem medo. Na Argentina e no Uruguai você também encontra cassinos muito procurados por apostadores brasileiros.

São tantos brasileiros que procuram outros países para jogar que o professor e presidente do Instituto de Jogo Legal, Magno José, apresentou números estatísticos da porcentagem de brasileiros que jogam no exterior, durante reunião do conselho.

Magno José é um dos defensores da legalização dos jogos de azar e revelou dados comparativos entre os jogos de legais, que são os de loterias estaduais, corridas de cavalo e loterias da Caixa; e os jogos ilegais, que são os bingos, apostas online e outros. Sobre esse assunto, ele afirma: -“O movimento gerado pelas apostas legais é de R$ 14,2 bilhões ao ano para os cofres públicos. O movimento gerado pelas apostas ilegais ao ano é de R$ 19,9 bilhões. É uma máquina de fazer dinheiro sem que o Estado arrecade nada”.

Será que investir na legalização dos jogos não seria uma estratégia para ganhar dinheiro em meio à crise financeira? Magno complementa: “- Para cada R$ 3,00 apostados no Brasil, R$ 2,00 vão para o jogo ilegal e R$ 1,00 para o jogo legal. Somado, o total é de R$ 34,1 bilhões, ainda assim muito menor do que Espanha, Portugal, Argentina, entre outros países”.

Por que não legaliza os jogos de uma vez por todas?

Existe motivos para que os jogos ainda não estejam legalizados. Apesar dos benefícios que isso traz é preciso pensar em problemas como a lavagem de dinheiro. Essa é uma preocupação tida pelo Ministério Público e entidades que são contra a aprovação dos jogos ilegais. Sobre esse assunto, o professor Magno rebate dizendo: “Na Europa e América Latina os apostadores que são identificados como compulsivos, aqueles que jogam diariamente e apostam muito dinheiro, são identificados e proibidos de entrar nos cassinos, além de terem que fazer tratamentos psicológicos que dura, em média, dois anos. Há alguns destinos nos Estados Unidos que têm esta prática, mas Las Vegas não faz parte desta lista. Em relação à lavagem de dinheiro também não faz sentido já que nos cassinos todas as atividades são ‘chipadas’, ou seja, controladas tecnologicamente. Nos países em que os jogos são legalizados há uma fiscalização muito grande e aqui no Brasil também não deve ser diferente”.

Já existe algum projeto de lei em processo sobre a legalização dos jogos?

Sim, existe o PLS 186/2014 de autoria do senador Ciro Nogueira. Esse projeto de lei está na Mesa Diretora do Senado aguardando pauta para o Plenário. Assim que for aprovada irá para Câmara.

Esse projeto prevê a legalização dos cassinos e do jogo do bicho, isso inclui o complexo integrado de lazer e online; os bingos presenciais e online, os jogos eletrônicos, videojogos, slots machines e outros.

O Poder Executivo pode conceder até 35 cassinos em complexos integrados de lazer.

Fonte: BNL

Deixe uma resposta