8 posturas que podem dificultar suas vendas de loterias - DouraSoft

8 posturas que podem dificultar suas vendas de loterias

vendas de loterias

O sucesso nas vendas de loterias em qualquer casa lotérica está associado à relação do operador de caixa com o cliente. Faz parte de qualquer processo de vendas saber conversar com o cliente, entender determinadas situações, verificar se ele está satisfeito e atendê-lo da melhor maneira possível.

Quando um operador de caixa se mostra acessível, ele terá muito mais chances de sucesso ao oferecer um outro produto, como um bolão da mega-sena acumulada. O cliente praticamente se sente na obrigação de comprar alguma loteria quando é bem atendido, como se fosse uma forma de recompensar o operador de caixa pelo carinho e pela atenção que obteve.

A falta de bom atendimento e a má postura do operador de caixa pode fazer com que o cliente nunca mais retorne à casa lotérica. Veja quais são as posturas que podem dificultar as vendas de loterias.

1.    Falta de preparo do operador

O operador de caixa deve estar preparado para oferecer produtos novos para o cliente, convencê-lo a levar mais loterias. Para esse preparo, é possível fazer um treinamento interno, numa dinâmica de grupo, onde cada operador pode fazer o papel de cliente. Prestando atenção nos gestos, nas atitudes e nas expressões faciais, o operador pode se tornar mais acessível para obter mais vendasde loterias.

2.    Não agir de maneira natural

Uma pessoa que age naturalmente mostra-se muito mais sincera do que qualquer outra que passe a impressão de fazer gestos estudados e artificiais. O operador de caixa, quando é espontâneo, consegue cativar melhor o cliente, podendo melhorar as vendas de loterias.

3.    Não se mostrar disponível

Quando o cliente chega no guichê, o operador de caixa deve mostrar-se totalmente disponível para ele. Aquele momento é do cliente e é só nele que o operador deve prestar atenção. Sentindo-se privilegiado pela atenção do operador, o cliente estará mais acessível para comprar mais loterias.

4.    Não cumprimentar o cliente

A primeira coisa a ser feita pelo operador de caixa ao receber um novo cliente é cumprimentá-lo de forma gentil, com um “bom dia” ou “boa tarde” e um sorriso no rosto. Não é preciso forçar, tudo deve ser feito de maneira natural. O cliente vai ficar muito mais à vontade e receptivo para aceitar ofertas que forem feitas.

5.    Não se mostrar gentil e educado

Quando um operador de caixa estiver de mau humor, deve deixar esse lado mau humorado fora do guichê. O cliente não tem culpa de seu estado de espírito e não precisa ser tratado com falta de respeito e educação. O operador de caixa deve dar toda a atenção ao cliente que estiver em sua frente, tratando-o de forma gentil e educada, entendendo o que ele está falando e fazendo com que se sinta bem ao ser atendido.

6.    Ser muito insistente

O operador de caixa deve ter como meta oferecer o máximo possível de loterias para o cliente, mas não deve ser muito insistente. Sua atitude deve ser de procurar perceber o estado de ânimo do cliente e, caso haja receptividade, poderá insistir apenas uma vez, sempre com um sorriso. Quando perceber que o cliente não está disposto, é melhor esquecer.

Conclusão

A postura do operador de caixa deve ser calma, tranquila, sem afobação e sem pressa. O cliente deve perceber que o operador está no momento de seu atendimento e tudo deve ser feito para que o cliente saia satisfeito.

Se conhecer o cliente, deve chamá-lo pelo nome, comentar algo sobre a família, perguntar se estão bem ou não.

Uma facilidade para isso é utilizar o cadastro de clientes do sistema AGIL, desenvolvido pela DouraSoft. Ao cadastrar o cliente, o operador de caixa terá meios de atender melhor e, com isso, melhorar muito as vendas de loterias.

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Administrador de Empresas, Consultor Lotérico
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação e Fundador da DouraSoft
(67) 9.9698-3422

 

Os comentários estão encerrados.