A Caixa tem uma das marcas mais valiosas do país

Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal, que rege todas as lotéricas do país, tem um papel importante na economia.

É possível citar um grande número de argumentos do porquê de a CAIXA ser uma das marcas mais valiosas do país. Mas recentemente isso foi comprovado pelos estudos realizados pela Interbrand (Líder mundial em consultoria, estratégia e gestão de marcas), que avaliou a força econômica de grandes marcas chegando ao montante de R$ 557 milhões pertencentes a CAIXA.

Após a disponibilização do estudo anual da Interbrand, que leva em consideração os primeiros segmentos e fatores econômicos do Brasil, a CAIXA se consolidou como uma das marcas mais valiosas do pais. Os números computados não só provem benefícios para a empresa e para os seus clientes, o valor da CAIXA também é de extrema importância para o bem-estar da economia brasileira.

A importância da CAIXA para o Brasil

Apostando na conquista e na lealdade de seus clientes a CAIXA segue uma linha curvilínea de crescimento que a deixou como uma das marcas mais valiosas do país. O relacionamento com a clientela é de longe o maior potencial de crescimento da empresa, que consegue não só manter os lucros como aumentar constantemente os resultados devido ao excelente serviço prestados nos bancos e nas franquias de unidades lotéricas.

Dispor de número significantes como os da CAIXA são importantes para economia do país, em especial nos tempos de crise financeira vivente. Para exemplificar de maneira melhor separamos uma lista de tópicos que mostram os efeitos da marca na economia e na vida brasileira. Veja a seguir:

  • Estabilidade do mercado:

Uma empresa com o crescimento que a CAIXA possuí proporciona estabilidade e até aumento de mercado. Por ser uma das marcas mais valiosas do país, a empresa deixa outros empresários confortáveis em investir em território nacional sem medo de correr riscos;

  • Reconhecimento mundial:

Com o feito em âmbito nacional a marca também serve como exemplo de reconhecimento mundial em prol do país. Uma agência de risco, por exemplo, pode ver na CAIXA que o Brasil é um ambiente prospero de investimentos, proporcionando o mesmo efeito de conforto do meio empresarial, mas só que em escala global;

  • Fluxo econômico interno:

O crescimento da empresa não é apenas figurativo, os valores financeiros da CAIXA também proporcionam efeitos diretos na economia brasileira. A marca aumenta o fluxo de reais no Brasil, melhorando a economia e até criando novas oportunidades de negócios e empregos;

 

Como isso afeta os lotéricos?

loteria_1

Se de um lado é positivo o nome da Caixa econômica estar vinculado as lotéricas do país por ser um dos bancos mais populares do país, por outro os lotéricos do Brasil precisam lutar por mais autonomia.

No mês passado, esse assunto foi levantado em pauta, e diversos deputados discutiram o direito que os estados deveriam ter de criar casas lotéricas, um deles foi o deputado federal César Halum (PRB), durante sessão da comissão especial que discute o marco regulatório dos jogos no Brasil.

Embora a CAIXA tenha um papel importante para as lotéricas, seria ainda mais rentável se cada estado de forma particular pudesse decidir sobre a abertura de novas unidades. Além disso, os lotéricos ainda lutam pelo direito de criar novas produtos e formas de conseguirem mais lucros dentro da casa lotérica.

Legalização dos jogos de Azar

A maioria do dinheiro que entra dentro de uma lotérica é proveniente de serviços bancários, como o pagamento de boletos por exemplo. Mas, é muito mais rentável para o lotérico vender produtos específicos da lotérica. Com o aumento nos preços dos bilhetes, houve uma diminuição na aquisição destes produtos e isso é preocupando para os lotéricos.

Uma saída para melhorar essa situação seria a legalização dos jogos de azar, que já acontecem ilegalmente no país. Além de movimentar a economia, ainda fariam com que a situação dos lotéricos tivessem uma reviravolta.

Esse assunto está sendo amplamente discutido. Já existem cerca de 193 países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) com jogos legalizados, e o Brasil está entre os 24% dos países que ainda não aderiram a legalização dos jogos.

Ao que tudo indica, 2016 promete novidades positivas para os lotéricos que aguardar a legalização os jogos de azar no país. Agora é esperar e torcer para que os aspectos positivos dessa legalização sejam levados em conta.

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Lotérico e Fundador da DouraSoft,
Administrador de Empresas, Consultor em Gestão Empresarial e
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação
(67) 9.9698-3422

 

Os comentários estão encerrados.