Febralot envia ofício à Caixa questionando o leilão da LOTEX - DouraSoft do Brasil

Febralot envia ofício à Caixa questionando o leilão da LOTEX

A diretoria da Febralot enviou na última quinta-feira, um ofício para a gestora da Rede Lotérica, a Caixa Econômica Federal, expondo preocupação com a decisão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES em realizar o leilão da Loteria Instantânea Exclusiva (LOTEX) no dia 29, sem a participação da Caixa. Para entidade, a ausência do banco pode favorecer a criação de uma rede paralela de venda de loterias.

 A Febralot destaca no ofício de que a Categoria não pode ficar de fora deste processo para não favorecer a criação de uma rede paralela de venda de loterias. Segundo palavras do presidente da entidade, Jodismar Amaro, a não participação da Caixa é compreensível, mas é também de fundamental importância que a gestora crie uma forma de participação e representação da Rede Lotérica no processo que seja equivalente ao mercado concorrente.

Jodismar destacou ainda que as casas lotéricas sempre foram e são os pontos oficiais de venda e comercialização de loterias. Permitindo esta abertura no setor o mercado estará concorrendo com os pontos de venda porta a porta através de cambistas e ambulantes de forma legal, o que colocará o empresário lotérico em mais dificuldades do que já vêm enfrentando ao longo dos anos.

Vale destacar que esta abertura de precedente, se nada for feito, irá tirar da Categoria a exclusividade da venda de loterias e permitirá que o Ministério da Fazenda autorize a qualquer tempo, novos jogos. A concorrência direta com redes paralelas de comercialização irá pulverizar rapidamente o negócio das Unidades Lotéricas, fazendo com que muitas fechem suas portas de forma definitiva.

O ofício de número 095/2018 foi encaminhado diretamente ao presidente da Caixa, Nelson Antonio de Souza e a diretoria da Febralot aguarda o retorno com o parecer da permitente, quando comunicará a Classe das decisões desta questão.

Fonte: GMB/ Febralot

Deixe uma resposta