Os 5 erros mais comuns da gestão financeira em lotéricas

noticia_inscricoes_para_curso_de_fluxo_de_caixa_em_tijucas_ja_estao_abertas_

A gestão financeira, quando não bem administrada, é um grande problema para a prosperidade de qualquer tipo de empreendimento. No caso de uma casa lotérica o problema pode ser ainda maior, pois a empresa trabalha quase que exclusivamente com a administração de finanças, por isso, a precisão de contas deve ser fundamental para o bem-estar do seu negócio.

Nesse artigo você poderá ver cinco dos principais erros cometidos diante a gestão financeira de uma casa lotérica. Como já dizia o velho ditado: “Sábio é quem aprende com os erros dos outros”. Aproveite a lista com uma série de dicas uteis para você melhorar a administração do seu empreendimento.

Lista dos 5 erros mais comuns da gestão financeira da sua lotérica!

1. Não ter controle sobre o fluxo de caixa: 

O fluxo de caixa é o que faz sua casa lotérica se movimentar diariamente, portanto, é um dos principais elementos de gestão financeira da empresa. Nesse sentido, não ter o controle do fluxo de caixa é o mesmo que dirigir um carro sem rodas com os olhos vendados. Você não sai do lugar e ainda acredita que tudo está funcionando perfeitamente;

2. Não ter registro das operações diárias:

Não registrar as operações financeiras diárias pode vir a ser um grande problema para a lotérica. Além de quebrar o empreendimento em pouco tempo devido aos números que não batem, você pode acabar infringindo leis e, consequentemente, será atuado como criminoso sem provas da sua inocência – afinal de contas, você não tem registros;

3. Não saber medir o desempenho verdadeiro da empresa:

Quando o lotérico não consegue visualizar o bem-estar de resultados da empresa é natural que os números comecem a não bater. Isso acaba virando uma bola de neve grotesca. Você acredita que algo funciona, mas não tem certeza e, no fim, quando menos espera, está instaurada uma grande crise dentro da lotérica devido a desatenção sobre a medição de desempenho da empresa;

4. Não fazer planejamento de resultado: 

Toda empresa precisa de planejamento para seguir em frente. O lotérico que não planeja os resultados do seu negócio está fadado ao fracasso. Sem boas expectativas os funcionários ficam sem um norte para seguir, isso acaba resultando em menor desempenho e baixa no lucro;

5. Não dispor de um software de gestão lotérico:

Um software de gerenciamento lotérico é essencial para a administração da empresa. Muitos profissionais da área ignoram isso, ou quando não ignoram, acabam adquirindo um software de baixa qualidade. Sem o software a lotérica fica desequilibrada, estando sempre exposta à falência devido ao descontrole administrativo por parte de seu gestor.

 

Como evitar os problemas de gestão financeira na sua casa lotérica?

Como você pode ver, os erros diante de uma má gestão financeira podem acabar corroborando para a falência de sua casa lotérica. Para que esses erros não aconteçam com o seu empreendimento, nós recomendados veementemente o uso do software de gestão lotérico da Dourasoft, o AGIL.

O AGIL é um programa completo, que fornece funções relacionadas ao controle financeiro, permitindo que o gerente saiba exatamente quantas moedas cada operador possuí em cada caixa. Fora isso, o sistema gera sangrias diárias para gestão financeira, permite o fechamento do caixa em três minutos e dá total autonomia para o lotérico ter controle absoluto sobre a gestão da empresa.

Esse software tem grande qualidade para a gestão financeira. Muito mais do que um sistema que pode vir a solucionar os seus problemas, o AGIL é um programa que evita que você cometa erros, ou seja, se você tiver o software, você não terá problemas.

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Lotérico e Fundador da DouraSoft,
Administrador de Empresas, Consultor em Gestão Empresarial e
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação
(67) 9.9698-3422

Os comentários estão encerrados.