Informativos importantes para lotéricos – FEBRALOT e SINCOEMG

FEBRALOT e SINCOEMG

O ano de 2015 ficou marcado entre diversos conflitos com os lotéricos e a Caixa Econômica Federal, matriz responsável por todo o sistema de franquia das lotéricas. Recentemente as discussões tem se acalorado ainda mais. A crise no país, que em um mês é mais agravante do que os mais de 300 dias do ano passado, preocupa ainda mais a classe que está lutando pelos seus direitos e benefícios dentro desse mercado.

Com diversas reuniões acontecendo para discutir os problemas, que raramente chegam a uma solução que possa vir a ser vantajosa para o lotérico, a FEBRALOT (Federação Brasileira das empresas Lotéricas) e a SINCOEMG (Sindicato dos Lotéricos de Minas Gerais), liberaram dos comunicados a respeito das posturas recentes da Caixa contra a comunidade lotérica.

Veja um resumo dos comunicados logo a seguir:

 

– INFORMATIVO FEBRALOT

Fora feita recentemente uma reunião extensa e intensa com três membros da vice-presidência da Rede Caixa com os respetivos presidentes dos dez sindicatos que compõem, por sua vez, a Rede da Febralot. Por mais dispostos que os membros dos sindicatos estavam para resolver os problemas em torno da categoria, a rede Caixa, como informado pelo comunicado, não aparentava mesma disposição.

Dentre os assuntos abordados, três deles possuem mais destaque a nível de impacto para a categoria:

  • Aumento de saque: Com um prazo de aprovação estipulado em 15 dias, a categoria aguarda a confirmação da solicitação do aumento de saque para R$ 3 mil reais;
  • Transferências: As transferências ainda estão em discussão dentro da Rede da Caixa, portanto, não houve a expressão de resultados positivos ou negativos. A Caixa estipula que o resultado da decisão interna deva ser anunciado em meados de março, mas caso isso não ocorra, os sindicatos atuarão judicialmente;
  • Tarifas: Os novos valores das tarifas também estão em discussão. A caixa alega que também é uma empresa pública, por isso ainda necessita passar os dados e informações referentes a tarifa pelo conselho diretor. O prazo máximo estipulado é de 60 dias para a liberação de novos valores das tarifas.

A reunião entre os membros das duas redes não chegou a resultados positivos que agradassem a categoria dos lotéricos. Entretanto, antevendo possíveis impasses, que persistem desde o ano que findou recentemente, os membros que compõem os sindicatos da Febralot já haviam articulado uma nova reunião, mas essa no Congresso Nacional, com o objetivo de atuar judicialmente em prol da categoria.

 

– INFORMATIVO SINCOEMG:

Paulo César da Silva, presidente do Sincoemg, diz que “…o SINCOEMG não concorda, não aceita a forma desprezível que a Caixa trata a categoria”. Enérgico, o presidente não se conforma com os resultados apresentados na última reunião entre os sindicatos e a rede da Caixa – descrita no primeiro informativo.

Mediante a situação incomoda para a categoria lotérica, a Sincoemg tomou três posturas para contra-atacar, por assim dizer, a omissão de uma postura mais coerente com o bem-estar dos lotéricos.

Veja a seguir o resumo do informativo:

  1. Reunião na Câmera Municipal da Bahia: Ação na justiça a respeito dos reajustes das tarifas e audiência pública em Brasília. Participarão os lotéricos da Bahia e o advogado Dr.Marco Vinício;
  2. Campanha política: No dia 16 de março ocorrerá um café organizado pela Febralot e pelos sindicados para agradecer o apoio político de determinados congressista. O grupo também vai pedir o apoio dos parlamentares a respeito da audiência pública;
  3. Novas reuniões: Mais reuniões, a próxima será no interior de Minas Gerais.

O comunicado informativo finaliza dizendo que os mais de 13 mil lotéricos devem permanecer unidos em prol de “uma justa remuneração para a classe”.

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Lotérico e Fundador da DouraSoft,
Administrador de Empresas, Consultor em Gestão Empresarial e
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação
(67) 9.9698-3422

Deixe uma resposta