Raspadinhas prometem render R$ 4 bilhões ao Governo!

raspadinhas

Quem está acostumado a fazer fezinhas, talvez nunca tenha pensado que a Loteria Instantânea é de uso exclusivo da Caixa. Cenário que está para mudar!

O governo federal está com planos de acabar com o monopólio das loterias da CEF, e pretende arrecadar mais de 4 bilhões de reais com contratados que explorem essas raspadinhas.

Neste contexto, o Secretário de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda, Paulo Corrêa, afirmou que esses jogos já se tornaram um tipo de indústria profissional no país e que se empresas privadas começarem a trabalhar com eles, esse mercado só tem a crescer.

Para que as empresas privadas consigam trabalhar com as raspadinhas, será preciso adquirir um contrato de concessão de dez anos, o que vai render alguns bilhões para o estado, ainda não se sabe como será feito o pagamento desse valor.

O que permite que essa mudança seja feita, é a Lei 13.155, que foi a principal responsável pela renegociação das dívidas dos clubes, autorizando o Poder Executivo aa instituir a LOTEX vinculada ao futebol. Através desta legislação o governo poderá permitir que as loterias sejam vendidas pela Caixa por outras empresas que tenham recebido a concessão.

 

Raspadinhas, uma mina de ouro!

No Brasil, o número de pessoas que pratica a fezinha só cresce. Mesmo com as mudanças na economia e aumento do preço dos bilhetes de loteria, as raspadinhas ainda estão sendo bastante vendidas.

Por esse bilhete de loteria ser praticamente uma mina de ouro para o Estado, além de permitir que empresas privadas também comercializem esses bilhetes, há também a pretensão de popularizar ainda mais as raspadinhas no país.

Ainda neste mês, a presidente Dilma Rousseff autorizou que as Lotex explorassem diversos tipos de eventos, como datas comemorativas, apelos culturais, licenciamentos de marcas e personagens e outros elementos gráficos visuais. Para que? Simples, aumentar a atratividade do produto.

 

Instantâneas2O que motiva os jogadores?

As raspadinhas são populares e isso não é segredo, mas o que motiva a fé das pessoas nesse tipo de loteria? A verdade é que a promessa de dinheiro fácil acaba atraindo público de todo o tipo.

Os prêmios concedidos pela raspadinhas são altos, se comparados com o valor gastos com esse bilhete. O valor ganho com a Lotex pode realizar o sonho de uma aposentadoria tranquila, ou simplesmente dar um gás na vida financeira do jogador para que ele adquira aquele carro novo que tanto quer. Independente do motivo pelo qual o jogador aposte, é importante entender que as raspadinhas simbolizam a forma mais fácil de ganhar dinheiro através da sorte.

Além disso, outro fator que tem feito diversos brasileiros optarem por esse bilhete de loteria, é o fato das raspadinhas terem sido ligadas ao futebol, um esporte tão explorado no Brasil. Apostar no seu time e saber que em troca será gerado um valor em dinheiro, caso ganhem, é extremamente gratificante e enche os olhos de qualquer jogador de brilho.

Se a nova medida para que empresas privadas comercializem as raspadinhas seja realmente aprovada, o governo arrecadará ainda mais dinheiro com as apostas. Entretanto, os lotéricos poderão ter sérios problemas, já que por enquanto esse tipo de bilhete é exclusivo da CEF, e não possuem concorrentes diretos.

É importante que o lotérico se prepare e já vá pensando em medidas para que o seu estabelecimento se torne primeira opção entre os clientes na hora de fazer sua fezinha.

 

 

Quer melhorar a gestão da sua lotérica? Conheça o AGIL
Agende já uma apresentação!
Button

 

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Lotérico e Fundador da DouraSoft,
Administrador de Empresas, Consultor em Gestão Empresarial e
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação
(67) 9.9698-3422

 

Os comentários estão encerrados.