Banco de horas: como aplicar? | Blog DouraSoft

Banco de horas: como aplicar?

Banco-de-horas-para-times-lotéricos

Você aplica banco de horas em sua lotérica? O banco de horas é um direito trabalhista previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), no parágrafo 2º do artigo 59. Essa lei prevê que, quando o servidor trabalhar por mais tempo por dia do que o instituído em seu contrato, essas horas extras serão armazenadas em um banco de horas. Tais horas poderão ser descontadas em outro dia de trabalho, sendo tudo acordado com a empresa antecipadamente, gerando a compensação. 

É normal que o banco de horas seja feito, pois seus funcionários poderão ser obrigados a ficar na lotérica por mais tempo, a fim de bater a meta diária. Além de ser comum, é bom que aconteça, pois seus projetos estarão sempre em dia. 

Há benefícios nessa prática. Por exemplo, você não precisará pagar por horas extras, trazendo retorno financeiro. Para os funcionário também há vantagens, pois, quando necessário, eles poderão sair mais cedo ou chegar mais tarde sem ter que pagar essas horas depois. 

Quer saber como aplicar essa prática? Continue lendo e descubra informações importantes acerca do assunto. 

Entenda como o banco de horas funciona 

Para que tudo funcione de forma organizada, é preciso que haja regras. Portanto, algumas prescrições são instituídas por lei. O trabalhador só poderá realizar 10 horas extras por dia, sendo que apenas 2 dessas horas serão pagas com adicional de 50%. Além disso, o prazo de compensação das horas é de 1 semestre. Após a virada do semestre, o banco de horas ficará zerado, tendo o funcionário horas positivas ou negativas. Por isso, é muito importante que sua lotérica faça o controle desses dados para que não haja prejuízos para ambos os lados. 

A compensação de horas extras pode ser feita de maneira aberta ou fechada. Na compensação aberta, não é determinado anteriormente pelo chefe onde as horas geradas serão compensadas. Na fechada, há um acordo prévio indicando o período da compensação. Entretanto, deixe claro aos seus funcionários que horas extras só devem ser feitas caso haja sua prévia autorização, isto vale também para a compensação. Também é importante ressaltar que, quando o seu colaborador estiver devendo horas para sua empresa, elas poderão ser descontadas na sua folha de pagamento. 

Vantagens e desvantagens 

A prática do banco de horas oferece muitas vantagens para empresas e funcionários, pois haverá maior flexibilidade. Para as empresas, haverá redução de gastos com o pagamento de horas extras e da taxa de absenteísmo. Também haverá uma maior otimização, pois será possível organizar o fluxo de funcionários pensando-se nos dias de mais e menos demanda.

Para os funcionários, essa prática se torna benéfica, pois eles poderão se organizar para tirar folgas em dias que tenham necessidade ou que precisarão chegar mais tarde ou ir embora mais cedo. 

Quanto às desvantagens, há o risco de o colaborador se sentir lesado de alguma forma e informar a situação para a justiça do trabalho. Isso acarretará no pagamento de multas indesejadas. 

Como aplicar o banco de horas

Apesar de a nova lei determinar que não é necessário que haja formalização de contratos para começar um banco de horas, essa é a melhor maneira para conseguir um maior controle. Deixe claro aos seus funcionários as condições que sua lotérica adotará, como quantidade de horas extras por dia, justificativas para realizar horas extras e regras para compensação. Dessa forma, eles não usarão dessa prática indevidamente. 

Outro aspecto muito importante é: faça um controle de ponto eficiente. Utilize softwares se necessário, mas mantenha esses dados bem organizados para que não haja injustiças. E, obviamente, faça o controle do banco de horas. Há programas que realizam essa função automaticamente. Desse modo, sua lotérica e seus funcionários estarão bem resguardados. 

Deixe uma resposta