Como saber o lucro líquido de sua lotérica?

lucro-líquido

Para administrar uma unidade lotérica o gestor deve ter consciência de diversos detalhes sobre a empresa, o lucro líquido é um deles. Naturalmente podemos acreditar que isso é um processo natural, mas é muito comum que lotéricos se confundam com determinados termos, o que pode vir a prejudicar o planejamento da empresa.

Para isso não acontecer com você, nesse artigo você vai aprender o que é esse lucro líquido, como calcular e, posteriormente (segundo subtítulo), compreender melhor a diferença desse termo com outros.

O lucro líquido corresponde na diferença entre a receita total e o custo total.

Lucro Líquido = Receita Total – Custo Total.

Exemplo: Você compra um sorvete de picolé por R$ 1,00 (custo total) e o comercializa no mercado por R$ 1,80 (receita total). A diferença entre os dois preços é o seu lucro líquido, ou seja, o lucro é de R$ 0,80 por picolé.

Em uma casa lotérica, o processo é aplicado da mesma forma, mas sua receita total será formada não apenas pela venda de produtos, mas também pelo dinheiro provindo de outros serviços.

Para não haver confusão: diferença entre lucro, lucratividade, receita total, rentabilidade e outros termos

lucro-líquido

Como explicado anteriormente, muitos lotéricos costumam confundir os termos em torno da administração da empresa. Isso pode causar sérios problemas, pois se o gestor não consegue compreender um relatório, ele pode ter atitudes errôneas que por ventura podem vir a prejudicar a empresa como um todo.

Por outro lado, se o mesmo conhecer os termos técnicos, o seu conhecimento pode aumentar a rentabilidade da empresa a curto, médio e longo prazo. Isso será possível por que ele terá capacidade para otimizar a administração, focando justamente nos pontos positivos e resolvendo os problemas dos negativos.

A seguir você pode conferir o significado dos termos em torno da lotérica:

  • Comissões:

    As comissões são uma porcentagem recebida da venda dos jogos lotéricos como um todo. De todos os jogos feitos você tem o direito a uma comissão, por assim dizer;

  • Tarifações:

    As tarifações são o dinheiro provindo pela prestação de outros serviços, como depósito bancário, pagamento de contas e assim por diante;

  • Custo variável:

    O custo variável é aquele que é diferente todos os meses. Em um mês você compra, por exemplo, 1000 produtos X de revenda e no mês seguinte adquiri apenas 500. O valor a ser pago nos dois meses é diferente, então o custo é variável;

  • Custo fixo:

    Essa é a soma de todo custo permanente. O IPTU, por exemplo, é um imposto que entra nessa conta. Salários e aluguel do local também fazem parte do custo fixo;

  • Custo total:

    É a soma do custo variável com o custo fixo;

  • Receita total:

    O valor do produto multiplicado pela quantidade vendida. 100 produtos vendidos por R$ 1,00 farão sua receita total ser de R$ 100,00;

  • Lucro bruto:

    O lucro bruto é a receita total menos o custo variável;

  • Investimento total:

    Todo o gasto feito para sua empresa existir, podendo variar do investimento total do mês (cotidiano) ou do ano (todo o custo e até a compra da lotérica em seu primeiro ano);

  • Rentabilidade:

    A rentabilidade serve para saber se o seu negócio é rentável. Aqui é calculado a divisão do lucro líquido pelo investimento total; o resultado é multiplicado por 100. O resultado é apresentado em uma porcentagem;

  • Lucratividade:

    A lucratividade serve para ver sua porcentagem de lucro. O lucro líquido é dividido pela receita bruta (receita sem descontos) e depois é multiplicado por 100 para se obter uma porcentagem.

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Lotérico e Fundador da DouraSoft,
Administrador de Empresas, Consultor em Gestão Empresarial e
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação
(67) 9.9698-3422

Deixe uma resposta