Conflitos no ambiente de trabalho: como lidar? | Blog DouraSoft

Conflitos no ambiente de trabalho: como lidar?

conflitos no ambiente de trabalho

Todo administrador que lida com pessoas acabará passando por conflitos. Eles são comuns e é normal que ocorram, pois pessoas são suscetíveis a causar algum problema. Todos são diferentes, possuem opiniões divergentes, gostos, crenças e maneiras próprias de olhar o mundo. Agora,coloque funcionários com todas essas peculiaridades trabalhando em uma mesma empresa: é a receita para um conflito. 

Já que a existência de um conflito é algo certo de acontecer, cabe ao proprietário lidar com o problema.

Como lidar com os conflitos no ambiente de trabalho?

Como foi dito, os conflitos irão acontecer. Entretanto, isso não é bom e deve ser solucionado rapidamente, se possível. Segue abaixo algumas dicas de como você pode lidar com o conflito na sua lotérica.

1) Deixe claro o que deve ser feito por cada funcionário.

Cada funcionário tem seu papel a ser cumprido na empresa. Cada um é útil fazendo o que faz. Assim como as peças de um relógio, os trabalhadores devem ficar alinhados e executar bem a função que lhe foi designada. Um funcionário que trabalha além do que é seu dever pode se sentir desmotivado pelo cansaço ou pela falta de reconhecimento. Ademais, ele pode estar fazendo o trabalho de outra pessoa, o que gerará um estresse muito grande, causando também um sentimento de invalidez. 

Além disso, pode acontecer também de um funcionário trabalhar menos do que lhe é devido. Isso pode gerar conflitos, pelo fato de queo serviço mal feito por um trabalhador significa atraso e mais serviço para outros trabalhadores. Esses fatores proporcionam conflitos dentro da empresa, causando desgaste no quadro de funcionários. Daí, a importância do líder da equipe deixar bem claro onde o trabalho de um servidor começa e termina, para que seja feito apenas o que é devido a cada um.

2) Investigue a fundo as causas do conflito.

Entender como foi gerado o conflito é algo muito importante para poder solucioná-lo. Conforme acumula-se experiência, percebe-se que a causa de um conflito pode sempre surpreender. Não é sábio tomar decisões para encerrar um conflito sem antes entender as questões mais importantes que o originaram. É papel do proprietário do negócio, então, entender isso. 

Para chegar a um consenso, é preciso ouvir os envolvidos de maneira imparcial. Não tome partido por algum funcionário. Pessoas podem surpreender, e nem sempre de forma positiva. Dê a todos o direito de mostrar a sua versão da história e não seja um carrasco pronto para acabar com a carreira de seus funcionários. Demonstre que está disposto a ajudá-los, e que quer de verdade solucionar o problema sem escolher um lado. 

Além disso, tenha paciência, pois, após analisar o caso e a origem, você precisará tomar uma decisão. Mas, a conclusão do raciocínio nem sempre vem tão rápida assim. Por isso, dê um tempo para si e para os seus funcionários. Mas, quando decidir o que deverá ser feito, seja firme em seu posicionamento.

O que pode ocorrer se a gestão dos conflitos no ambiente de trabalho não for bem aplicada?

Se chegou até aqui, é por que está convencido da importância de se saber gerir os conflitos de seu local de trabalho. Dar importância tardiamente a esse problema pode ser muito prejudicial para o seu serviço. Uma atitude tardia pode ocasionar no surgimento de fofocas, inimizades, dificuldades de comando, perda de prestígio da empresa no mercado e até processos contra a lotérica. Além disso, o ambiente fica desagradável, e isso pode fazer bons funcionários abandonarem a sua empresa e irem para outra onde conflitos sejam menos frequentes.

Deixe uma resposta