Gestão de alta performance em lotéricas | Blog DouraSoft

Gestão de alta performance em lotéricas

Gestão de alta performance em lotéricas

O cenário de maiores restrições, com menores repasses por parte da Caixa e aumento da concorrência, tem tornado o meio lotérico um ambiente favorável e muito apropriado às ideias da gestão de alta performance.

O que ocorre no atual momento é que, com a lucratividade cada vez mais reduzida, muitas lotéricas estão buscando focar na eficiência e na qualidade. Mantêm-se assim os bons resultados que alcançavam anteriormente.

Na verdade, para muitas lotéricas, adotar algumas das premissas da gestão de alta performance passou a ser uma questão de sobrevivência. Isto é, já que não conseguiriam manter as suas atividades operacionais sem um significativo ganho de eficiência.

Com base nessas constatações, nas linhas a seguir apresentaremos algumas informações de altíssima relevância sobre a gestão de alta performance em lotéricas, para que você possa encontrar o melhor caminho para introduzi-las em sua empresa e impactar positivamente os seus resultados.

Gestão de alta performance em lotéricas: indicadores de desempenho

Tente responder à seguinte pergunta: como um administrador poderá dizer se a sua empresa está melhorando se não existem dados para comparar o presente com o passado? Repare que esta questão serve para ilustrar e reforçar a importância que um sistema de indicadores de desempenho assume na gestão de alta performance de uma lotérica.

Sem os indicadores corretos e sem o devido monitoramento dos mesmos, fica praticamente impossível saber se houve melhora ou piora. Paralelamente, fica inviável saber para onde a empresa está indo. Não há como definir medidas cabíveis para obter resultados de qualidade.

A solução aqui está na definição de indicadores financeiros e operacionais. Eles permitem o lotérico controlar a sua lotérica com tranquilidade, tendo as rédeas do negócio 100% em suas mãos.

Citando alguns exemplos de indicadores recomendáveis, são eles: margem de lucro, lucro, custos, receitas, produtividade por funcionário, número de atendimentos por dia, tempo médio de atendimento, tempo de espera, nível de satisfação do cliente, dentre outros…

Gestão de alta performance em lotéricas: metas

Uma vez definido os indicadores, é hora de estabelecer metas de desempenho, com a finalidade de se obter melhoras graduais. Nesse ponto, é preciso reforçar que o processo de melhoria é um esforço constante e contínuo. Ele não acaba nunca e a sua motivação deve ser renovada a cada novo ciclo.

Assim, devemos definir intervalos de metas para cada indicador. Sugerimos que este intervalo contemple classes de metas que sinalizem para o gestor se as metas foram alcançadas ou não. Em ambos os casos é preciso saber o que houve, mas o administrador deve dar maior atenção aos indicadores cujas metas não foram atingidas. É neste momento que os controles e o processo decisório ganham especial relevância.

Gestão de alta performance em lotéricas: controles e processo decisório

Em última análise, toda empresa também pode ser chamada de “organização”. Historicamente, o uso desse sinônimo se dá por um único fato: toda empresa deve contar com controles rígidos, completos, em que nada entre ou saia sem o devido registro.

O mundo atual tornou a gestão de empresas bem mais complexas do que antes. As relações comerciais se intensificaram e as transações ganharam um volume inimaginável há décadas atrás. Ocorre que, se por um lado houve uma intensificação da complexidade e do volume dessas transações comerciais, de outro, notamos uma enorme evolução tecnológica, que trouxe com ela muitos avanços.

Se antes os gestores controlavam e organizavam as suas empresas com papel e caneta, hoje eles podem contar com computadores e sistemas que fazem todo o trabalho de registro e controle. Tudo feito de modo automático, assim como são capazes de apontar possíveis falhas operacionais e sugerir soluções.

Informações adequadas para decisões certeiras

Toda essa dinâmica ajuda muito no processo decisório que agora pode se guiar através de gráficos, tabelas, sistemas gerenciais e outros instrumentos e ferramentas capazes de expor as informações adequadas, no momento desejado. Com isso, o gestor pode tomar decisões certeiras, de qualidade, com menor margem de erros, já que se baseia em números que refletem a realidade da empresa.

Leia também:
Quem vende mais na sua lotérica? (Saiba como está o desempenho de seus funcionários.)
O que vende mais na sua lotérica? (Identifique o que vende mais na lotérica: loteria, produto ou serviço?)
Como controlar a diferença de caixa na sua lotérica? (Descubra como controlar efetivamente suas diferenças de caixa.)

É com base nessas premissas de gestão de alta performance que o lotérico deve gerir a sua lotérica, pois somente assim ele poderá desfrutar de um negócio com excelente desempenho e resultados cada vez melhores.

 

 

Neimar Mariano de Arruda é Lotérico e Fundador da DouraSoft,
Administrador de Empresas, Consultor em Gestão Empresarial e
Especialista em Governança de Tecnologia da Informação
(67) 9.9698-3422

Os comentários estão encerrados.